segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Momento Bobeira

O QUE É O QUE É?
P: O que é? O que é? Começa com "B", no meio tem "C", e termina com "ta", e sempre fica no meio das pernas?
R: A bicicleta!




A diferença:
P: Qual é a diferença entre o gato e a coca-cola?
R: É que o gato mia e a coca light.

Obrigado Por Me Amar (Bon Jovi)



Tradução. 



É difícil para mim, dizer as coisas

Que eu quero dizer ás vezes
Não há ninguém aqui exceto você e eu
E aquela velha luz quebrada da rua Tranque as portas 
Deixando o mundo lá fora
Tudo o que eu tenho para te dar 
São essas cinco palavras e eu
Obrigado por me amar Por ser meus olhos
Quando eu não podia ver
Por abrir meus lábios
Quando eu não podia respirar
Obrigado por me amar
Obrigado por me amar
Eu nunca soube que tinha um sonho
Até o sonho ser você 
Quando olho dentro de seus olhos
O céu fica num azul diferente 
Eu juro Eu não visto disfarces
Se eu tentasse, você faria de conta 
Que acreditou em minhas mentiras
Obrigado por me amar
Por ser meus olhos 
Quando eu não podia ver 
Por abrir meus lábios
Quando eu não podia respirar

Obrigado por me amar


Você me ergue quando eu caio 
Você marca presença antes de eu ser posto de lado
Se eu estivesse me afogando você abriria o mar
E arriscaria sua própria vida para me resgatar
Tranque as portas 
Vamos deixar o mundo lá fora
E tudo o que eu tenho para te dar 
São essas cinco palavras e eu
Obrigado por me amar
Por ser meus olhos
Quando eu não podia ver
Por abrir meus lábios
Quando eu não podia respirar
Obrigado por me amar
Quando eu não podia voar 
Oh, você me deu asas 
Você abriu meus lábios
Quando eu não podia respirar 
Obrigado por me amar
Obrigado por me amar
Obrigado por me amar
Oh, por me amar.

domingo, 28 de agosto de 2011

Amor inacabado.


Deitado no grande mar branco de lençóis, ele podia vê-la em pé ao seu lado. Os olhos cor de uísque esquadrinhavam a pequena escrivaninha coberta de folhetos de objetos eróticos. Ele podia ver nos olhos dela que não havia medo. Havia apenas a ligeira timidez de sempre, aquela que o encantara desde o primeiro olhar. O brilho nos olhos dizia que ela estava com pontadas de nervosismo, mas, ora, ele próprio estava nervoso com a situação.

Essa era a terceira vez que os dois se viam. Os dias em que estavam longe um do outro ficavam recheados de pensamentos apaixonados e fascinados. Quando se encontravam parecia que já viviam juntos a décadas. Olhando-a mais uma vez, não pode resistir e, disse:
  • Deite-se aqui do meu lado.
Foi ai que ela ousou olhar. A pele do peito já estava a mostra, a calça preta de corrida fazia com que o corpo se enchesse ainda mais de curvas. Os pés descalços cruzados no fim da cama. A visão fez água brotar na boca dela. Engolindo em seco, sem deixar que ele percebesse, deu a volta e subiu sobre o lençol imaculadamente branco. Arrumou o travesseiro próximo ao namorado, mas não tanto assim, deitou-se e esperou. Milhares de coisas passavam-se pela sua mente. - Será que ele vai gostar do meu corpo?! Será que vai doer muito?! Ah! Meu Deus! Que idéia foi essa que tive de convida-lo pra um motel?! Só você mesmo Jéssica.
O coração bateu mais rápido quando ele se virou de lado, passando o braço para o seu lado na cama. Bem devagar, inclinou-se sobre ela e tocou seus lábios com os seus. Movimentos quase que ensaiados em apenas dois encontros foram repetidos. Lábios moviam-se com leveza e paixão. Uma paixão totalmente arrebatadora para ambos.
Com o beijo longo e profundo, algo mudou dentro dela. Não existia mais medo, nem desconfiança. Ela, finalmente sabia como era encontrar o amor de sua vida. E ousou dizer para si mesma, que aquele era o sonho que sempre pedia ao ver a estrela mais brilhante do céu.
Aquela, foi a primeira vez que senti todo o meu coração completamente cheio de vida.
Beijos.
Fique bem! Não se esqueça de mim. E não precisa responder o email, só queria dizer algumas palavras que minha timidez me impediu, quando você estava preso a mim.
Eu ..., bom você já sabe ... te amo.

Jéssica.





sábado, 27 de agosto de 2011

Por que a Lua fica amarelada de vez em quando?

Quem já prestou atenção ao nosso maravilhoso céu noturno, deve ter visto alguma vez  a lua estar  meio laranja ou atê amarela. Bom, eu gosto de acreditar que é uma força magica e oculta que a faz ficar assim, para que amantes de todo o globo possam se beijar sob sua luz. Mas, tem algumas pessoas que preferem a versão cientifica de que: 

O fenômeno é ocasionado pela dispersão da luz. Como a Lua não tem luz própria, ela reflete a luz do Sol, que é branca – resultado da soma de todas as cores. Quando atravessa a atmosfera do nosso planeta, a luz refletida pela Lua se dissipa pelo ar. Em contato com as moléculas dos gases que compõem o ar (oxigênio, nitrogênio e hidrogênio), algumas cores, como o violeta, o azul e o verde, podem se dispersar a ponto de se tornarem imperceptíveis. É o que acontece quando a Lua está mais próxima do horizonte – ao amanhecer ou anoitecer. "Nesses momentos, a luz penetra a parte da atmosfera mais próxima do chão e, para isso, tem de atravessar uma camada mais densa de ar. Nesse processo, perde boa parte de sua cores azul e verde. Sobram muito amarelo, laranja e vermelho. A mistura dessas cores é que dá o tom amarelado", diz Luiz Nunes de Oliveira, professor do Instituto de Física de São Carlos (USP).
Quando está bem no alto do céu, a luz refletida pela Lua conserva a cor original, que é o branco. Isso porque o ar é mais rarefeito em altitudes elevadas, fazendo com que a perda das tonalidades luminosas verde, azul e violeta seja bem pequena.
Mesmo sabendo disso, gosto de pensar que alguém com dedos mágicos esta lá fora fazendo o mundo girar e se mover de forma graciosa. 
A pura verdade é que não importa se você escolhe a versão magica ou a cientifica, o que vale mesmo é ganhar um beijo espetacular sob a lua amarelada.