domingo, 30 de outubro de 2011

Carta de adeus.

Parecia que o que sentíamos um pelo outro duraria  uma eternidade. Adorava passar aquelas horas com você. Sentir a batida de seu coração, o calor de suas mãos, olhar o brilho dos seus olhos... Era como estar em uma dimensão magica brilhante e sedutora. Um lugar habitado por apenas dois seres que se amavam a mesma intensidade que precisamos do ar para viver e respirar.

Aqueles dias ficaram guardados em minha memória para sempre. Meu coração sempre irá disparar ao te ver ou sentir. Minha vida estará pela metade para o resto dos dias por não ter você ao meu lado. Mas sabe eu aceito isso, pois os segundos que vive em sua companhia são melhores do que nunca ter te encontrado.

E por isso que vou sempre te amar.

Te amo... 

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

O nada ...

Quando estava no primeiro ano do colegial. Minha professora pediu a nossa classe para fazer um trabalho de literatura. Tínhamos que pegar um livro e lé-lo e depois contar com nossas palavras o que o livro falava. Naquela época, eu odiava ler. Mas como não era boba e queria passar de série me forcei a fazer a tarefa.
Fui até a biblioteca e peguei um daqueles chatos pesos de papéis. A capa tinha um tom cor de cobre. E lia-se: A Historia Sem Fim de Michael Ende. Logo que li pensei. Maravilha! Já assisti o filme. Agora é só fazer. 
Os dias foram passando e meu trabalho já estava pronto, pois quem nunca assistiu esse filme?! 
Um dia a luz de tarde acabou na rua de casa. Era algum concerto sabe se lá onde?! Então fiquei parada, estática olhando para os meus pés. No meio dessa atividade meus olhos foram parar na estante, onde justamente eu havia jogado o "peso de papel". Como não tinha nada para fazer, decidi ver qual era a graça de se ler. 
Peguei e comecei a leitura... Aquelas palavras foram entrando na minha mente. O tempo a minha volta foi ficando em segundo plano. A historia sem fim havia me capturado... 

Três dias depois...
Eu havia refeito o meu trabalho. E acabei ganhando uma nota A, que me deixou muito feliz. Mas o ponto que eu quero chegar do meu texto é que : neste livro a um vilão terrível. O invencível Nada! Naqueles dias eu achava que esse nada era algo bobo para ter um lado mau da historia. Hoje, mais madura vejo que esse nada pode ser considerado, de certo modo, a depressão. Que toma conta de tudo e de todos que deixam de acreditar e de lutar por algo ou alguém. Esse Nada vai devastando, acabando e matando tudo por onde passa. E como se o mundo de Fantasia¹ fosse o nosso corpo, enquanto o poderoso vilão fosse a tristeza chegando. Um ser que parece não pode ser destruído.  
Felizmente, há como vence-lo. Em nosso mundo é claro não iremos procurar um Nomeador novo para uma Imperatriz. Iremos tentar ficar perto de quem amamos. Lutaremos com a ajuda dos amigos e de profissionais. E acima de tudo, temos que lembrar que o amor será o  nosso Nomeador²
Então se você está lutando com o Nada, seja forte. A luta é difícil, mas vale apena lugar e sobreviver... 

¹ Fantasia: Nome do reino magico onde a historia acontece no livro. 
² Nomeador: Na historia, o único modo de salvar o reino e se um garotinho- Bastian Baltasar-, der um novo nome a soberana deste reino.

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Sentimentos...

Hoje tive uma incrível experiencia com um grande amigo. Dividimos prazeres e ideias. Compartilhamos sensações que é difícil conseguir fazer nos dias de hoje. Sorrimos, brincamos um com o outro, provocamos.  O melhor de tudo é que  uma nova especie de amizade surgiu. Uma amizade com confiança, e alguns benefícios muito interessantes.
Bom, você que está lendo isso deve estar se perguntando, Mas é dai? O que isso tem haver? Bom, o que tem haver e a pessoa especial que sou quando estou com ele. Tem haver também com o sorriso fácil que ele consegue tirar de mim apenas com um olhar. Sem duvida ele ganhou um espaço em meu coração. E com isso merecia ter algumas linhas lançadas no infinito da internet, para que por muitos anos essa pessoa seja lembrando.
A você mon amour.  

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Nem tudo é para todo o sempre...

As vezes é engraçado como as coisas que estavam nos fazendo mais bem se acabam em uma virada de página. Tudo está lá em um estado de paz e harmônia tão grande, que quando vemos a pequena nuvem de  tempestade chegar nem percebemos atê que caia a primeira gota.
Passei muitas dessas tempestades, e aposto que todos no mundo já viveram isto ou vão viver. E com essa experiencia, iram aprender que o melhor a se fazer na hora do adeus é apenas continuar vivendo. Por que cedo ou tarde o sol surge e nos faz lembrar dos momentos bons que passamos juntos. Das horas intermináveis que conversávamos. Dos segundos contados de cada beijo que recebíamos... 
A vida é cheia de surpresas, algumas boas e outras nem tanto. O que vale mesmo e nunca desistir de continuar vivendo. Nunca desistir de fazer valer os cem anos apenas que temos na terra. Nunca esquecer que quando as coisas parecem acabar, é um novo começo que irá surgir em nossas vidas. 
Hoje minha postagem é assim. Um lembrete de que "não importa o quanto uma coisa esteja suja sempre podemos limpa-la". Ou seja, podemos fazer qualquer coisa. Atê mesmo ressurgir das cinzas.