sábado, 14 de janeiro de 2012

Supermulheres de ontem, hoje e amanhã.


Desde de a época em que nós andávamos de vestidos ricos, cobertos de pregas. Eramos seguidas por velhas senhoras para que nenhum homem do mau nos incomodassem que sonhávamos em viver em um mundo de direitos iguais. Bem isso pode ter sido em alguns séculos, mas as mulheres lutaram por seus direitos e conquistaram. Hoje em dia saímos de casa para ir trabalhar. Viramos escritoras, advogadas, pintoras, arquitetas e até mecânicas. Foi como um sonho conquistado. Finalmente podíamos falar e ser ouvidas. 
Infelizmente, a igualdade dos sexos não aconteceu, ainda, em todos os lugares do mundo. Em certos modos de vida a mulher ainda é vista apenas como dona de casa. Que trabalha para a casa e seus descendentes e marido. Um dia talvez esse direito se espalhe totalmente por todos os cantos das galaxias. Mas até lá devemos lutar cada dia um pouco. 
Outra coisa que me entristece muito, é o fato de a igualdade ter subido a cabeça de algumas de nós. Acabando com os sonhos de amor, esperança e as bobagens sentimentais. Alguns dias atras vi uma querida pessoa dizer que estamos nós tornando como aqueles homens insensíveis e cruéis do passado. Virando mulheres fúteis e escandalosas de brigas de ruas. Ou então em um exemplo atual, aquelas menininhas que postam em suas páginas na internet assuntos banais, fotos "feias" , e palavras grotescas que não deveriam sair da boca de nenhum ser humano. 
Penso que quando nossas antepassadas lutaram pela igualdade, não lutaram para que ficássemos rudes e sem vergonhas - como diz minha avó. Então, devemos parar um pouco com essa vida de direitos para pensar bem no que estamos deixando de lado. Pensar em como estamos agindo. Pensar em como vamos querer ser vistas no mundo de amanhã.

Em minha opinião, devemos voltar a ser aqueles seres belos e pregoados de rendas, mas que sabem dar um  mergulho de uma ponte imaginária de sucesso em uma carreira com dignidade sem nem ao menos tirar os sapatos de salto alto.

5 comentários:

Breno S. Amorim disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Breno S. Amorim disse...

Eu acredito que as mulheres ainda vão dominar o mundo.
E como disse o escritor Ziraldo em uma entrevista(usando a ideia, não as palavras, propriamente ditas): o mundo será bem melhor quando essa dominação for concretizada

Breno S. Amorim disse...

Amanda,

Gostaria de te fazer um convite. Eu, em parceria com uma professora de História, criamos um blog relacionado ao tema. Com isso, quero lhe pedir que nos visite e participe do mesmo.

singularidadesdahistoria.blogspot.com

Amanda Andrade disse...

Bem, na verdade meu querido nós apenas gostaríamos que o mundo fosse justo e compartilhado como igual aos homens. Mas uma pequena dominação seria ótima para o ego. Beijos lindo.

Amanda Andrade disse...

Pode deixar que vou fazer uma visitinha sim, pois adoro história.
Beijos.