domingo, 4 de março de 2012

Adão e Eva se amando.


"Corpos unidos por um fio de prazer em apenas um sorriso"

A luz reflete o mármore que é a pele dela
seus dedos não resistem em tocar
em círculos lentos  
Uma expressão de surpresa
um suspiro ao som do ventilador
e os estalar das juntas
fazem o rosto bobo de amor 

A luz reflete os pontos sob a pele dele
seus olhos vermelhos de cansaço
de tantas horas se amando 
o frio entra 
e com um simples abraço 
ela o aquece
e com um roçar de línguas as palavras acabam-se
e o poema fica pronto
para que a noite de um quarto
viva escrita.





4 comentários:

David C. disse...

Muy hermosas líneas.

Amanda Andrade disse...

Gracias, me alegro mucho de que te haya gustado.
Besos.

Bruno Gaspari disse...

"...Com um roçar de línguas as palavras acabam-se
e o poema fica pronto
para que a noite de um quarto
viva escrita." O poema inteiro envolve, mas essa finalização tá linda demais! Parabéns! Beijos =)

Amanda Andrade disse...

Bruno, muito obrigada adoro demais sua visitas.

Beijos :)