segunda-feira, 30 de abril de 2012

Sentindo o amor verdadeiro.


Ontem passei uma tarde tão incrível com você. Te amei tão profundamente da forma mais absurda que eu consegui. Seu cheiro ainda está entre minhas roupas e pele. Seu toque tão suave de menino homem continua a assombrar minha mente. E aquela dança ao som de Skank fica martelando em minha cabeça. Foi ao sons daquelas palavras que os toques, caricias e desejos começaram. Com essa música eu quebrei os longos e dolorosos meses que o governo te levou embora de mim para uma missão de paz. Agora eu posso te tocar. Mas o tempo muda as pessoas, e com você isso não foi diferente. Infelizmente, você é o meu grande amor da vida. O amor que não poderei jamais esquecer ou desejar o mau mesmo quando não possa mais toca-lo. Apenas poderei a partir de agora fazer como a Julia Roberts em Comer, rezar e amar: "... então o ame, e toda vez que pensar em você mandarei amor e paz do meu coração, e depois irei esquecer." Mas sabe, acho que nunca irei esquecer você... Porque o grande amor da vida nunca se deixa desaparecer do coração. Ele sempre vai estar lá escondido com a esperança de um dia poder se revelar ao mundo. 

domingo, 29 de abril de 2012

Filosofias de filme.

"Nós contemplamos as estrelas porque somos homens 
ou somos homens porque contemplamos as estrelas?
E as estrelas nos contemplam?" 
Como saber se ele está lá?
Bom, não tem uma resposta.
Pelo menos para mim.

Como saber se ele está lá?
Meu coração bate tão forte
que parece que alguém mora aqui dentro.

Como saber se ele está lá?
Sinto a pele ferver só de lembrar daquele toque
em uma tarde madura de fazer amor.

Como saber se algum dia ele vai sair...
Eu apenas posso contemplar seus olhos
e torcer para que a vida seja justa.
Me deixando feliz, mesmo sem o seu amor eterno.

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Saudades ...


Saudade é tão estranha. Você começa a pensar nos momentos felizes. E quando percebe está triste por ter sido feliz. Agora não pode ser mais essa pessoa feliz. O melhor que se pode fazer é sair por ai á procura de novas saudades para o coração.

quarta-feira, 25 de abril de 2012

Sim, dessa vez você me perdeu.

"Eu sinto que o nosso mundo foi infectado.
E de alguma forma você esqueceu de mim.
Descobrimos que a nossa vida foi alterada.
Amor, você me perdeu."


Sinto os dias passarem
sem o som do verão ao nossos pés
sem a glória daqueles dias brilhantes
Eu sinto seu cheiro 
onde quer que eu vá.

Por um momento
meus pés desejaram voltar 
para a dor trazer o bem novamente
mas nada se compara a verdade das memórias.

Elas dizem
que você se foi.
Esqueceu, meu amor, das promessas.
Da luz dos dias e noites.
Felizmente irei ficar bem ...

Não se preocupe, meu amigo
na dor também há aprendizado. 

domingo, 22 de abril de 2012

Lágrimas azuis.

Gotas minúsculas que percorrem sua pele
como se fossem a saliva
da boca do céu.

Um processo raro de cor
que surge no interior do ser matutino.
O ser mais belo e azul
que se pode ver em uma flor.

Esta, é a flor da pureza da mente
onde o corpo é usado delirantemente
mas no cérebro tudo ainda pode ser inocente.
Criando um estado flor entre mentes.

sábado, 21 de abril de 2012

Meme conheça a(o) blogueira(o).





Olá sonhadores, este meme me foi passado pela querida amiga Luz (Emília Estanque) do blog: Afectos e Cumplicidades - http://afectosecumplicidades.blogspot.com.br/ . É uma maneira muito bela e sincera para que todos nós possamos nos conhecer melhor neste mundo vasto dos blogueiros. Espero que gostem. 

1. Quando surgiu a ideia de criar o seu blog?
    Tive a ideia de criar meu blog quando assisti um filme muito lindo sobre uma escritora que começou criando e publicando seus textos na internet. Então tive essa forte sensação de que poderia fazer algo assim, e dar um ponta pé inicial no que eu realmente desejava fazer na vida. 

2. A origem do nome do seu blog. 
    O nome " A Sonhadora" não surgiu de um lugar, mas sim de mim mesma. Todos que vivem perto de mim sempre me diziam que eu viva no mundo da lua. Criando, enfrentando e sonhando muito tudo que tivesse uma sensação etérea feliz. Outro fator muito precioso, foi um grande amigo meu que me disse que mesmo depois de tantos anos nos conhecendo eu continuava com aquela cara de criança sonhadora. Que fazia os dias deles e as dúvidas sumirem com uma palavra ao ler o que eu escrevia. 

3. Você teve/tem outros blogs além deste?
    Não, eu nunca tive outro blog antes desse. 

4. Já pensou alguma vez em desistir do seu blog?
    Como desistir de algo que faz parte de seu corpo como um braço ou uma perna. Seria como dizer: Basta, eu não quero mais ter minha mão direita!

5. Mande uma mensagem para os seus seguidores. 
    Uma mensagem bem simples e que gosto de pensar sempre é: Que os sonhos sempre estejam presentes em seus corpos, pois sem eles seriamos apenas uma casca vazia.     


Sobre a Blogueira: Amanda Andrade

1 - Uma música: Crossfire - Brandon Flowers

2 - Um livro: A História Sem Fim

3 - Um filme: Em Busca da Terra do Nunca 

4 - Um hobby: Sonhar 

5 - Um medo: Viver minha vida inteira sem encontrar aquele grande amor

6 - Uma mania: Viajar mentalmente no meio de uma conversa

7 - Um sonho: Poder viver do fruto do meus textos um dia

8 - Não consigo viver sem: Assistir um filme de amor espetacular 

9 - Tem coleção de alguma coisa: Sim, de pedras em vidro, e livros. 

10 - Gostaria de fazer alguma pergunta aos próximos participantes? 
        Como andam seus desejos e pensamentos?

sexta-feira, 20 de abril de 2012

Um menino eterno.

" ...morrer seria uma enorme aventura."
(Peter Pan)


Trim, trim, trim
é o som da fadinha mais fofa
  chorando enciumada pelo seu menino.
Um menino de coragem tão imensa
ou seria ignorância maior?!
Que se fosse para morrer, morreria com gosto.

Ele sobrevoa sua ilha de infância
buscando o sorriso da menina que lhe atrai
Mesmo um menino que nunca cresceu
sente a vontade de ficar  perto da criatura aposta a si.
Então passa quase raspando nas folhas
chamando o doce nome sensível.

Aventuras ao lado delas ele vive.
E dos meninos sem dono.
Cria um mundo onde tudo é possível.
Quase tudo possível seria melhor dizer. 
Porque no fim da historinha
a aventura que mais deseja vai se embora
ao fechar da janela de Londres. 


domingo, 15 de abril de 2012

Os temíveis "ses".


Bem, faz algumas semanas que estava pensando o que iria postar no blog. Várias idéias se passaram por minha mente. Pensei em contar uma história de terror, ou relatar os acontecimentos do mundo, ou falar sobre relacionamentos... mas não consegui achar palavras que fossem um assunto atraente e digno de leitura. Foi ai que percebi que tinha em minhas mãos um ótimo texto. Que eu mesma havia feito a quase um ano atrás. Esse texto é um pequeno pedaço do meu primeiro romance: De repente Bruxa.  Espero que gostem. 
                                                              
  ... Prólogo.

O que move as coisas? A força da gravidade? O que faz alguém, no ultimo instante, decidir se segue para a direita ou se vira na esquerda? O destino? Qual o motivo de algumas pessoas nascerem ricas e outras pobres? O equilíbrio do universo? Por que uma pessoa se atrasa um segundo sofre um acidente. Mas, se ela estivesse dois minutos adiantados, sairia ilesa. Sem ao menos saber que poderia ter sofrido um acidente. São muitos os porquês e “ses”, que não obtemos respostas.
Mesmo assim, alguém sempre analisa essa teoria.
Eu sou uma dessas pessoas.
Em pé, diante da janela aberta, vejo a chuva cair. O cheiro de terra molhada que passa pela abertura é muito bom. O aroma se transforma em um guia da mente ao passado, para que eu possa sentir a fragrância de outra ocasião.
Nesse momento, passado se mistura com filosofia.
Talvez, se eu não fosse do jeito que sou … ou estivesse adiantada, atê mesmo atrasada, naquela noite. Minha vida teria permanecido a mesma. Deixando um turbilhão de fatos ao anonimato. Fazendo as coisas ruins serem apenas idéias de um mundo inexistente. Um mundo de especulações. Um mundo apenas visitado nos sonhos.
Por outro lado, eu não saberia que o universo guarda grandes segredos. E que para poder desvenda-los, basta esperar no lugar errado, na hora errada.
Com a água lavando o mundo, senti um enorme desejo de poder reviver aqueles dias. Correr em busca de algo maior. Desvendar o que nenhum outro ser humano já conseguiu. E ter um gran …
Deixa pra lá! Não vou conseguir nenhuma resposta.
Então, vamos começar a historia de uma vez por todas!
                                                           ...
                                                                                                         

sexta-feira, 13 de abril de 2012

Relatos de um sentimento frio.

Até hoje me lembro daquela foto como se acabasse de te-la visto. Estava a procura de algo bom para escrever, mas em todo lugar que eu olhava não conseguia inspiração. Foi ai, que no meio de uma página diferente eu a vi. Vi a imagem perfeita. Mas não era uma cena muito feliz. Na foto que meus olhos esquadrinhavam eu podia ver lágrimas da face do céu caírem para beijar o asfalto sujo. O mesmo piso bruto que abrigava precariamente um corpo frágil e solitário de mulher. Uma mulher em estado tão frio que se encolhia tentando se proteger em vão. Esta mesma mulher que talvez tenha passado por tantas dores que tenha acabado andando pelas ruas chuvosas em busca de algum bem ou razão para prosseguir vivendo. Ela devia estar sofrendo tanto que sua existência se tornara invisível até mesmo para as pessoas abrigadas em seus acentos confortáveis  nos grandes veículos. Ao olhar aquela cena o mais impressionante é que eu me via em seu lugar. Porque   percebi que ela era eu, e tantos outras pessoas que vivem dores de amor. Querendo apenas que alguém, em um reflexo de esperança, se curvasse para tapar a chuva de nossos corpos e dissesse as palavras tolas: - Tudo vai ficar bem. Para que mais tarde pessoas tivessem inspirações de escrever sobre a felicidade de se preocupar com o amar. 


domingo, 8 de abril de 2012

Conselho de um amor.

As coisas não estão sendo muito fáceis para você não é mesmo? São muitos problemas aqui, os quais você não está podendo resolver porque está ausente. Mas logo irá voltar,  e eu conto até os dias. Infelizmente como eu percebi as escolhas que você havia feito quando ainda estava aqui na nossa cidade se transformarão em uma bola de caos. E juntando tudo isso temos ainda o fato de que você tem que pensar em seu futuro. No que vai ser quando crescer ou voltar? Esse é o seu tempo. Um tempo de se decidir e se encontrar. Vejo que você nunca vai conseguir fazer isso se não acertar seus problemas. E que nunca vai acertar seus problemas se eu estiver perto. Porque tudo que você anda pensando tem relação comigo, pelo menos é o que me parece.  - Talvez eu esteja errada. - O fato é que você vai voltar. Quero te pedir uma ultima coisa: Quero que assim que volte saia com sua família, acerte seus laços que estão um pouco frouxos. divirta-se, não se preocupe com nada. Quando ver que já fez essas coisas, quero que procure um rumo tanto de carreira como de pensamentos. 

Quero, ou melhor, estou mandando você se achar. Leu bem né?! Se não fizer isso eu mesma irei lá na sua casa te dar uns tapas!

Quando o tempo já tiver passado, e você nem lembrar mais dessa palavras, os dias estiverem mais verdes e seu coração, mente e corpo livres. Nesse instante, se ainda se lembrar de mim como hoje e tantos dias que dissemos que nós amávamos, nesse momento quero que você me procure. Poderemos tomar um café ou um sorvete, colocar o papo em dia. Ver os frutos que você colheu. E saber das decisões que seguiu. 

Não pense que estou fazendo isso porque não te amo. Ao contrário é por te amar tanto que devo fazer isso. Eu sinto no meu coração uma dor terrível ao escrever estas palavras, um vazio. Mas sei em minha mente que você tem que fazer isso. E só conseguirá quando eu não estiver mais perto. Pendo que fazendo isso será melhor. Caso precise, muito urgente de mim. Sabe como me encontrar para te escutar como uma boa amiga. 

Eu vou sempre te amar, ser apaixonada por você e te carregar no meu coração. 
Até um dia, meu doce amor. 



sábado, 7 de abril de 2012

Porque a lua fica amarelada as vezes.


Quem já prestou atenção ao nosso maravilhoso céu noturno, deve ter visto alguma vez  a lua estar  meio laranja ou atê amarela. Bom, eu gosto de acreditar que é uma força magica e oculta que a faz ficar assim, para que amantes de todo o globo possam se beijar sob sua luz. Mas, tem algumas pessoas que preferem a versão cientifica de que: 
O fenômeno é ocasionado pela dispersão da luz. Como a Lua não tem luz própria, ela reflete a luz do Sol, que é branca – resultado da soma de todas as cores. Quando atravessa a atmosfera do nosso planeta, a luz refletida pela Lua se dissipa pelo ar. Em contato com as moléculas dos gases que compõem o ar (oxigênio, nitrogênio e hidrogênio), algumas cores, como o violeta, o azul e o verde, podem se dispersar a ponto de se tornarem imperceptíveis. É o que acontece quando a Lua está mais próxima do horizonte – ao amanhecer ou anoitecer. "Nesses momentos, a luz penetra a parte da atmosfera mais próxima do chão e, para isso, tem de atravessar uma camada mais densa de ar. Nesse processo, perde boa parte de sua cores azul e verde. Sobram muito amarelo, laranja e vermelho. A mistura dessas cores é que dá o tom amarelado", diz Luiz Nunes de Oliveira, professor do Instituto de Física de São Carlos (USP).
Quando está bem no alto do céu, a luz refletida pela Lua conserva a cor original, que é o branco. Isso porque o ar é mais rarefeito em altitudes elevadas, fazendo com que a perda das tonalidades luminosas verde, azul e violeta seja bem pequena.
Mesmo sabendo disso, gosto de pensar que alguém com dedos mágicos esta lá fora fazendo o mundo girar e se mover de forma graciosa. 
A pura verdade é que não importa se você escolhe a versão magica ou a cientifica, o que vale mesmo é ganhar um beijo espetacular sob a lua amarelada. 

terça-feira, 3 de abril de 2012

Pulsando remorso.


Te domina
Te domina como um raio
Te domina como um raio em um segundo de vida
Um sentimento
como todos os outros
mas que mesmo assim sempre vem com dor de um pulso
um pulso em riste
Que coisa!
logo a raiva passa
o rosto continua vermelho como maçã
em seu lugar ressentimento
e um beijo frio do senhor remorso
que te domina