sexta-feira, 13 de abril de 2012

Relatos de um sentimento frio.

Até hoje me lembro daquela foto como se acabasse de te-la visto. Estava a procura de algo bom para escrever, mas em todo lugar que eu olhava não conseguia inspiração. Foi ai, que no meio de uma página diferente eu a vi. Vi a imagem perfeita. Mas não era uma cena muito feliz. Na foto que meus olhos esquadrinhavam eu podia ver lágrimas da face do céu caírem para beijar o asfalto sujo. O mesmo piso bruto que abrigava precariamente um corpo frágil e solitário de mulher. Uma mulher em estado tão frio que se encolhia tentando se proteger em vão. Esta mesma mulher que talvez tenha passado por tantas dores que tenha acabado andando pelas ruas chuvosas em busca de algum bem ou razão para prosseguir vivendo. Ela devia estar sofrendo tanto que sua existência se tornara invisível até mesmo para as pessoas abrigadas em seus acentos confortáveis  nos grandes veículos. Ao olhar aquela cena o mais impressionante é que eu me via em seu lugar. Porque   percebi que ela era eu, e tantos outras pessoas que vivem dores de amor. Querendo apenas que alguém, em um reflexo de esperança, se curvasse para tapar a chuva de nossos corpos e dissesse as palavras tolas: - Tudo vai ficar bem. Para que mais tarde pessoas tivessem inspirações de escrever sobre a felicidade de se preocupar com o amar. 


14 comentários:

Guará Matos disse...

Vim lhe visitar, por indicação da Catiaho.
Vi e gostei.
Bjs.
____
Ps. Estou lhe seguindo.

Maíra Cunha disse...

Amanda, também me vi na situação daquela pessoa, parece que quando a gente está ali no chão naquele asfalto bruto caída na chuva, ninguém é capaz de nos levantar, também não a força nem vontade para isso. Amanda, gostaria muito de conversar com vc pelo msn.

Amanda Andrade disse...

Maíra, já deixei meu contato em seu blog. Basta você me aceitar.

Beijos.

Amanda Andrade disse...

Obrigada pela visita, fico muito agradecida.

Beijos.

Amapola disse...

Boa noite, querida amiga Amanda.

Profundo, doído...
Infelizmente muito real.

Muitas bênçãos.

Beijos.

Wesley Carlos disse...

Olá, Amanda

Que susto! Não encontrava seu link no seu perfil e fiquei tentando lembrar, porém que ao digitá-lo esquecia-me sempre do "3"... Graças a última postagem da amiga Emília eu conseguia reencontrar o caminho. Estava com saudades, como você está? Quero pedir perdão pelo tempo ausente, estou em semana de prova desde o dia 10 e elas seguem ainda até o próximo dia 19, somente após este último que trarei novas postagens... Adicionei seu perfil no Facebook, quero entrar em contato para me auxiliar na criação da página, ainda não consegui. Não consigo encontrar a opção de inserir o link para redirecionar o blog. O seu ficou tão organizadinho... (risos!) Assim que é bom! Bem, quanto a sua postagem está linda! Você inicia o texto transmitindo a nós o que a imagem lhe causou, logo depois o texto vai seguindo outro ritmo e harmoniosamente teus sentimentos parece ser inserido no texto, nosso sentimento aos poucos parece que vai sendo inserido no texto e passamos a o sentir como se aquela mulher na imagem fosse o nosso sofrer e depois de tantos sofrermos, olha que coisa linda você escrever!!! Parabéns, adorei o estilo linguístico da postagem, um abraço!

Laninha disse...

Amanda, eu já disse que vc é genial em seus textos?
Muitoooo bom.

Bom domingo

LUZ disse...

Olá querida Sonhadora,

A imagem é chocante, e, desgraçadamenrte real.
Quanta mulher, assim, quanta!
Precisamos de palavras, mas precisamos de ajudas concretas. Necessitamos de nos sentirmos gente.

O meme já está publicado em meu blog, tá?

Boa semana.
Beijos de luz.

Amanda Andrade disse...

Querida amiga, Amapola, boa noite.

Você tem razão, infelizmente é muito real, mas por um lado sem ele não cresceríamos.

Beijos.

Amanda Andrade disse...

Então volte logo para o ritmo do seu delicioso blog que vou esperar sempre. Assim que aparecer o convite eu lhe adiciono.

Muitos beijos.

Amanda Andrade disse...

Laninha, obrigada por achar isso de mim. Mas é algo simples que adoro fazer como você. Então somos as duas geniais.


Beijos e abraços.

Amanda Andrade disse...

Luz, querida muito obrigada. E pode deixar que vou fazer sim o questionário. Fico muito feliz de ter me indicado.

Beijos.

Carlinda Sobreiro disse...

Que bonito Amanda adorei este texto,Infelizmente esta imagem associada ás tuas palavras sentidas é muito real.Também eu me identifico com ela,por assim já me ter sentido tantas vezes na minha Vida.Mas o importante é seguir em frente com confiança e sem revoltas guardadas na memória,é por isso que escrever nos faz bem,pois assim conseguimos expulsar estas imagens de nós e continuar o nosso percurso.

Não sei se já leste o meu texto "Desejo de Mulher" se não,passa pelo meu blog e lê,é simples mas descreve a meu ver muito bem o desejo e direito de qualquer mulher.

Um beijinho muito grande
Voltarei sempre que possa

Amanda Andrade disse...

Pode deixar que vou lá ler sim.

Muitos beijos, e volte sempre que quiser.

Abraços e sonhos.