segunda-feira, 30 de abril de 2012

Sentindo o amor verdadeiro.


Ontem passei uma tarde tão incrível com você. Te amei tão profundamente da forma mais absurda que eu consegui. Seu cheiro ainda está entre minhas roupas e pele. Seu toque tão suave de menino homem continua a assombrar minha mente. E aquela dança ao som de Skank fica martelando em minha cabeça. Foi ao sons daquelas palavras que os toques, caricias e desejos começaram. Com essa música eu quebrei os longos e dolorosos meses que o governo te levou embora de mim para uma missão de paz. Agora eu posso te tocar. Mas o tempo muda as pessoas, e com você isso não foi diferente. Infelizmente, você é o meu grande amor da vida. O amor que não poderei jamais esquecer ou desejar o mau mesmo quando não possa mais toca-lo. Apenas poderei a partir de agora fazer como a Julia Roberts em Comer, rezar e amar: "... então o ame, e toda vez que pensar em você mandarei amor e paz do meu coração, e depois irei esquecer." Mas sabe, acho que nunca irei esquecer você... Porque o grande amor da vida nunca se deixa desaparecer do coração. Ele sempre vai estar lá escondido com a esperança de um dia poder se revelar ao mundo. 

11 comentários:

Cla disse...

Amanda Amanda que doce você garota! Amor é assim né, nunca cicatriza.

Beijos

Cla disse...

Amanda Amanda que doce você garota! Amor é assim né, nunca cicatriza.

Beijos

LUZ disse...

Olá querida Sonhadora,

Seu texto está muito bem estruturado, boa semântica e rico de conteúdo.
Nunca se ama, em demasia.
Se deve amar, com prudência e decência, mas, sempre, em verdade.
E quem a aconselhar no contrário, não é seu(a) amiga.
O amor, mesmo verdadeiro, raramente, é eterno. Depois, se torna afecto, afeição. Mais tarde, quando for mais velha, poderá perceber melhor minhas palavras.
Mas, agora, na adolescência, ame, de forma limpa, harmónica e com todo o seu coração.
E não ame um, aquele, o outro e toda a gente, assim não amará ninguém.
Se faça vingar e se deixe respeitar.

Nós não somos objectos, somos pessoas, mulheres, tão mulheres, quanto as mães e irmãs deles.

Bom feriado.
Beijos da Luz.

A.S. disse...

Ama sim... intensamente! Quem não ama não vive... apenas existe!

Beijos,
AL

Jacqueline disse...

Amanda, o seu contar as situações e os sonhos está cada dia melhor. Você tem um talento bonito.
Atente sempre para o que o significado das palavras passam.
Abraço de poesia!

Carlinda Sobreiro disse...

Olá!!!Gostei muito do teu texto,está bem escrito e muito sentido...
"ao jeito de uma sonhadora"Falar,ler ou escrever sobre Amor é sempre um tema vasto e "ganho" à partida,e tu ganhaste mais uma vez o direito ao sonho de amar e ser amada.

Um beijinho grande:)

Renata disse...

Eu adorei seu texto Amanda, me lembrou muito um livro que eu li a muito tempo atrás =),beijos

http://toquaseprontaprasair.blogspot.com.br/

Giancarlo disse...

felice giornata a Te...ciao

silvioafonso disse...

.


Se eu danço, tu danças na
esperança de uma boa aven-
turança, como quando cri-
ança; tu brincando me o-
lhavas e eu te namorava no
vai e vem daquelas brinca-
deiras.

Palhaço Poeta






.

Thaina Oliveira . disse...

Adorei o texto ele é lindo e amei seu blog ele também é maravilhoso já to seguindo tá

LUZ disse...

Oi querida Amanda,

Tudo bem?
Mais em paz?
Bem, acho que está tudo resolvido. A publicação desse seu texto, apareceu, mesmo agora, nas actualizações.

Excelente noite.
Beijos da Luz.