quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Janelas de livros.



Janelas de livros são como cinco estrelas no céu cinza perlado, peças quase não observadas. Janelas são um retrato para se olhar o mundo do lado de dentro ou de fora. Um mundo com mil faces para centenas de centenas de pessoas loucas por um sentimento que tanto negam existir verdadeiramente. São muitas as mentes que saem das janelas mostrando que apenas o adorar é suficiente, mas se esquecem que o adorar é o amor disfarçado. O amor não é aquele sentimento louco que mostra nos filmes, novelas ou livros. O amor é tudo que gostamos, aspiramos, desejamos ou adoramos. Isso é amor. É amar alguém, algo ou coisa. 
Amor é tudo o sentimento de apreciação que temos por aquele alguém tão doce que nos faz rir apenas com um olhar. E o gostar daquela blusa florida maluca que todos criticam. Presar o abraço de um parente a muito tempo não visto. Desejar o toque daqueles dedos gordinhos que um bebê tem. Ou até viver uma vida plena e sossegada amando suas escolhas. Escolhas que podemos colar em livros enfileirados em janelas de madeira nobre para recordarmos mais tarde nossas perolas de sorriso. 

 [ Amanda Andrade ]

7 comentários:

LUZ disse...

Oi Amanda, minha querida amiga!

Tudo bem com você?
Essa expressão:"tudo bem" já entrou na Língua Portuguesa, de e em Portugal, e mesmo que as pessoas estejam hospitalizadas, os visitantes perguntam ao doente: Então, tudo bem? Acho o máximo, ou o mínimo de senso, nessas circustâncias.
Pois seu texto, como sempre muito bem estruturado, delineado e escrito.
É nas estantes, que costumamos pôr
os livros, ah, mas janelas de livros tem outra amplitude, outra vastidão mental.

E como futura escritora, a vender milhares, ama janelas de livros, porque através das janelas, você pode ver o mundo, de forma mais límpida e lúcida e multicolor. Já pensou: ao amanhecer, que lindo será ler um escritor romântico, da atualidade ou não.
São pétalas de rosas em suas mãos.

Tenha um dia com janelas no olhar.

Beijos carinhosos da Luz, com "Luzes e Luares".

LUZ disse...

Oi Amanda, eu de novo!

Falando de amor.
É como você diz, afirma, ele é uma entidade vastíssima. Podemos ver, encontrar amor em tanto lado, coisa ou pessoa, é verdade.
Amores diferentes, mas todos se conjugam com o verbo amar, e em todos os tempos.

AMAR, NO SENTIDO RESTRITO DO TERMO, É COMPLICADO, POR ISSO A NOSSA ATRAÇÃO PARA ELE.

Santo Agostinho dizia: "Ama e faz o que quiseres".
Bonito e amplo, vasto, não é?

Dia sublime, te desejo, da janela da vida e de sua alma.

Beijos da Luz, que te "iluminará" sempre que puder e souber.

LUZ disse...

Oi sonhadora,

Quanto a idade, eu vou arriscar, sem grande receio.
Você é jovem. Evidente que não tem 15 anos, mas anda pelos vinte, julgo eu.
Depois me diga, se acertei. Eu tenho quase o dobro (estou falando a verdade, embora, por vezes minta. depois dos 30, começam as mentirinhas).

Beijos afetuosos da Luz.

LUZ disse...

Oi Amanda, querida!

Tudo bem com você?
Entrei pela janela, nem toquei na campainha.
Já estou lendo um dos seus livros.
Estou amando.

Obrigada pelos seus bonitos e expressivos comentários. Muito fluido seu pensamento. Parabéns!

"Todas as palavras serão inúteis, se não brotarem do fundo coração. As palavras que não dão LUZ aumentam a escuridão"

(Madre Teresa de Calcutá)

Bom final de semana.
Beijos carinhosos da Luz.


LUZ disse...

Olá querida Amanda,

Como vai? Tudo bem?
Preparando seu livro, com esmero e pormenor, né?
Está frio por aí? Aqui faz calor, 35ºg, hoje, em Lisboa.
Quero te desejar um restinho de Domingo bem gostoso e em alegria.
Quando quiser passe, pelos "AFETOS". Leia o poema, veja os vídeos, porque valem a pena.
Depois me conta, tá?
Preciso de opiniões femininas. Obrigada.

Boa semana, com a graça de Deus.
Beijos afetuosos da Luz.


LUZ disse...

Oi querida,

Uma dúvida: a menina do cabeçalho de seu blog não é você, pois não?

Beijinhos da Luz.

LUZ disse...

Oi Amanda, querida!

Tinha saudades de falar com você, é verdade.
Até pareço, que já a conheço. Se calhar, um pouco, talvez.

Fiquei feliz por saber que você já tinha sentido o amor, de forma consciente, e que seu livro já ia na 4ª revisão.
Se trata de poesia ou prosa?
Como fazem a divulgação do mesmo e o lançamento, aí?

Em Portugal, o lançamento, envolve sempre os meios de comunicação social, especialmente TV, e entrevistas dadas pelos autores, à mesma. Faz-se festa rija, com convidados, em sítios especiais e onde você tem de ir vestida a rigor.
Quem tem muito dinheiro, o coloca como publicidade, na televisão, durante duas ou mais semanas, de 15em 15m, está passando. Claro que isto para autores consagrados, que vendem centenas e centenas.
Muitas editoras, em Portugal, já fecharam, porque as pessoas gastam seus salários em alimentação, roupa e bens estritamente, necessários. Leitura, fica, pra depois.
Não sei quanto custa, em média, um livro no Brasil, mas varia, certamente.
Aqui anda à volta de 15 euros, que não sei quantos reais são.
As famílias, no Brasil são mais numerosas do que cá, segundo vejo na TV, e então a vida delas não deve ser muito fácil, presumo.

Obrigada por me ir dando notícias.

Te desejo um resto de dia feliz e que tudo ocorra, como deseja.

Beijos, com carinho, da Luz.