sábado, 11 de agosto de 2012

Sopro

Um calorzinho percorrendo a espinha
uma onda fria agindo em meu corpo dolorido
criando uma pequena fibra negra de amor
com dedos anelados de botões celestes 

Voz suave de pop tocando
nada que se compare em outro lugar
com raios dourados sob a grama sexy
me fazendo gemer de mistério

Uma festa de garotas mimadas
    com seus garotos de toque suave
representando um latido muito legal de desejo
é o fogo de dentro
 o fogo de dentro da alma soprando 

O poder do sonho nas minhas mãos
me deixando ama-lo pelas manhãs
girando loucamente sem folego
deixando-me sem sinal 




5 comentários:

LUZ disse...

Oi querida Amanda,

Vou ser a primeira a comentar seu sopro. Se hoje fosse dia vinte e picos, já cá teria um comentário, ou melhor, UM PEDIDO.
É INCRÍVEL!

Eu não te vou pedir nada, vou te dar, porque dando é que se recebe.

Li teu poema, com atenção e coração, pois não sei fazer de outra forma,. Bla-bla-bla, não dá comigo, não faz parte da minha essência, como já te apercebeste.

Pelo que percebi, tudo começou com aquele arrepio percorrendo a espinha, pensamentos voando, mentes se abrindo, jovens felizes, mas depois, e já quase no final, ficou nem sinal.

É pena! O sentimento tem de ser mais que sinal, tem de ser corrente, som e música.

Boa semana pra você, em harmonia.

Grata pelos teus dois comentários, visto eu ter dois blogs.

SENSATEZ, NÃO TE FALTA!
Te aprecio muito.

Boa semana.
Beijos carinhosos da Luz

LUZ disse...

Oi Amanda,

Como vão as coisas com seu livro?
Aqui, em Portugal, é tão caro editar um livro, que, por vezes mesmo tendo dinheiro, e se o livro não tiver conteúdo, na opinião da Editora, ela se recusa a publicá-lo.

Acho bem, porque tem de haver seletividade.

A imagem que encima sua postagem é super moderna, sexy e sensual. As luvas vermmelhas dão o toque final.

Beijos querida, da Luz.

silvioafonso disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
silvioafonso disse...

.


Quando eu gosto do perfume
nem me importa a origem da
flor.
Palmas para quem planta,
cultiva e presenteia com a
beleza das rosas.

Lindo trabalho, meu anjo.

silvioafonso






.

Rafael Vieira dos Santos disse...

É um nobre sentimento de buscar o máximo amor, a máxima emoção, isto vejo em você a vontade extrema de viver