segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Pista Sinuosa





Pista com curvas da imaginação
O caminho que eu queria não é
Luzes ficaram apagadas
E o sentimento se desfez

Não era minha intenção
Se pudesse ficaria naquele caminho
Fugiria por aquela porta
Morreria pra te fazer feliz

Pista sinuosa a frente
Cuidado, você pode sofrer acidentes.
Pra proteger aquela mente
Dentro do carro preto em velocidade

Gente, eu tentei te mostrar.
Mas o caminho requisitou uma parada brusca
Aquela que eu não queria assistir
Matar algo importante pra mim

Amanda Andrade 

6 comentários:

Mary disse...

Oi Amanda!
Linda sua poesia!
Obrigada querida pela visita tha?

bjos

LUZ disse...

Oi Amanda, querida

Tudo bem, com você?
Seu feriado, foi bom?

Obrigada pelo seu carinhoso comentário em eu blog.

É fácil encontrar meus blogs, porque no "Afetos" está o link do "Luzes" na lateral direita. Portanto, já sabe, qdo visitar o Afetos tem lá o link do Luzes e vice-veresa.

Seu poema está bem estruturado, embora um pouco enigmático, pra quem o lê, mas, essa é a sua intenção.

Cada leitor, lhe dá uma interpretação própria. Cada um sente ele e interpreta ele à ua maneira.

Eu, aqui, vejo um amor, que embora você tivesse feito vários avisos, ele acabou por descambar.

Mas, o mor é mesmo desse jeito. Por mais recomendações, ele só age, a seu belo prazer.

Está trabalhando? Gozou bem o feriado ou não?

Te desejo uma excelente sexta e um bom fim de semana.
Apareça, querida. Há novo post no "Afetos e Cumplicidades".

Beijos da Luz, com muito carinho.

António Manuel - Tómanel disse...

Quando a estrada é estreita, cheia de curvas e contra curvas, o caminho é sinuoso... mas, resta sempre a esperança de encontrar a felicidade, que desejo, profundamente, que a encontre.

silvioafonso disse...

.


E ele disse a e-
la enquanto em
pranto:
-Sumir pra quê?
Fugir pra quê,
se a minha vida
não tem sentido
sem você?

Um olhar perdi-
gueiro lambeu seu
rosto por inteiro
e num beijo de
corar as rosas bran-
cas e amarelas os
dois se abraçaram
para só a morte ter
como separá-los.

silvioafonso








.

LUZ disse...

Oi, Amanda!

Que é feito de você?
Está tudo legal, por aí?

Estamos quase no Natal e não sei nada de você.

Diga qualquer coisa, tá?
Estou, um pouco, preocupada, com o seu silêncio.

Beijos da "sua" Luz.

LUZ disse...

Oi, querida Amanda!

Não poderia deixar de passar por aqui, como você calcula.

DESEJO A VOCÊ E FAMÍLIA UM FELIZ NATAL E UM RISONHO ANO DE 2013.

Beijos da Luz, com estima.