segunda-feira, 20 de maio de 2013

Pensamentos de um pincel apaixonado


Sabe as vezes queria pegar uma reta e ir até onde ela me levasse. Seguir por entre os verdes da imaginação para sonhar com o mundo onde aquela dor que você me causou não existe. Queria tanto poder no meio do caminho parar o relógio para apagar o erro e depois pintar o certo. Assim a vida seria tão mais feliz. Mas uma vida feliz em demasiado seria ruim? Alguns dizem que sim, outros que não. Qual sera a verdadeira resposta dessa filosofia. 

Queria poder escrever em meu diário as cronicas de lágrimas que você me fez passar. Falar para o mundo a impureza que me trouxeste durante aquele verão dourado. Um verão maravilhoso até as mentiras aparecerem como plumas chatas que se espera tanto ate cair. 

Gostaria de contar piadas de que sobrevive a você mesmo com meu coração em prantos. Voar por entre as flores sorrindo de prazer ao dizer:  - O que não mata fortalece! Mas a verdade é que não consigo fazer isso por mim mesmo. Tenho que ler historias românticas e sonhar com o errado para sempre. Pois por sua culpa não posso ser o certo em sua vida. 

Não importa o que eu gostaria, queria ou saberia. O certo é escrever nessas linhas  ....

Como seria caso o mundo fosse o meu pincel que o desenharia.


Amanda Andrade