domingo, 15 de dezembro de 2013

Superação: a cama que não uso.









Superação andava meio caída
em um sub mundo bem distante do seu
cheio de lençóis amarelados e plantas vivas-mortas
criando falsas doenças em sua mente

Fracassos de sonhos que viram a noite
num abismo de momentos  farsantes
sinto minha identidade se derretendo 
em baixo das cobertas 

Meus lenços de lágrimas
ficam como flocos de neve sobre o chão
causando uma imagem de nojo
saindo das montanhas da solidão

Superação? Meu nome deveria ser outro
Acho que estou mais para Desespero, ou Desalento
apenas supero o caminho até meu banheiro
para voltar segundos depois para meu ....
verdadeiro caos.

Amanda Andrade

Um comentário:

silvioafonso disse...

.


Foi só um sonho entre tantas
noites maldormidas. Foi a pressa
de um botão que antes de se abrir
em flor se viu mulher.
Tem vez, que nem os belos versos
rimam, mas dão graça e leveza ao
texto emperdigando a poesia.

Um beijo e parabéns pelo bem que
sua fala causou à mim.

silvioafonso.





.