quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Yökai


Fios prateados envolvem o seu doce rosto
Fazendo as presas em sua boca de monstro parecer sonhos dourados
Sua voz jovem e forte me encanta a cada letra cantada
Transformando-me em um espirito maligno encoberto por luz

Suas garras afiadas me fazem sentir desejo
Seu cheiro de demônio queima meu nariz ao entrar e dominar meu sangue
Guiando a corrente como um barco das trevas cheio de sombras
Onde só consigo enxergar meu querido e amado yökai

Minha boca geme de vontade de gritar
Ao estar a sua inesperada presença nessa floresta escura
E mesmo assim meus tolos braços querem te abraçar
Por tantas noites de saudades que me fez passar

Meu querido demônio, monstro, espirito de raposa
Deixe-me cavalgar as nuvens ao seu lado
E me leve ao inferno se for à atitude que preciso realizar
Para estar sempre ao seu lado

Amanda Andrade

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Prêmio Sesc de Literatura

Olá. Tudo bem?

Então, hoje vou fazer um post diferente direcionado a um prêmio de Literatura que a fundação Sesc está realizando. As inscrições já estão abertas é vão até o dia 01 de março 2015, para as categorias contos e romance. Esse ano a novidade é que a inscrição será totalmente online. O livro será enviado (em formato Word) através de um formulário disponível no site das inscrições. Vou deixar o link abaixo para quem se interessar.

Site: http://www.sesc.com.br/portal/site/premiosesc

sábado, 17 de janeiro de 2015

Despedida.

Oi.
Senti muitas saudades dele ontem. Escrevo dele porque nem mesmo sei seu verdadeiro nome. Mas mesmo não sabendo isso uma forte sensação de querer toca-lo envolveu meu coração. Pensei em ligar. Mas diria o que? Como vai a família que ele escondeu que possuía de mim? Ou como vai a esposa que esperava todas às vezes a sua chegada depois de vir me visitar? Aquela que me ligou em uma noite fria e me abriu os olhos para as responsabilidades que você estava fugindo para ter uma aventura enganosa comigo.
Não sei por que meu coração chora de tantas saudades de você sabendo de tudo isso. Ele chora pelos dias ensolarados e raros que passamos juntos. Dias que o tempo parecia parar e nossas conversas se eternizar em algum lugar além do nosso conhecimento.
Acho que é isso que as lembranças de algo que sempre iremos nos apaixonar servem. Sentimos tantas saudades daquilo que não podemos ter, mas que tivemos por pouco tempo. Passamos dias intermináveis com dor, tristeza, irritados por amar o que já tem dono.
No entanto, por mais felizes que éramos surgiu no fim o errado, o incerto, o duvidoso. E agora, no presente, existem sim sentimentos saudosos da sua presença, mas ao lado disso existe um diabinho em forma de pensamento mostrando os acontecimentos de seus atos que me entristeceu profundamente.
Por isso te escrevo. Para colocar para fora as dores que não consigo pronunciar em voz alta. E farei como no romance de Elizabeth Gilbert. “Sinto saudades de você, meu querido amigo. Então vou sentir, e toda vez que pensar em você vou te enviar amor e luz. E depois esquecer. Porque não vai durar para sempre, nada dura.”

Amanda Andrade



terça-feira, 13 de janeiro de 2015

Ignorância


Impressão desumana que envolve nossa mente
Gerando uma certa dor na alma que envolve
Nossos órgãos internos, fazendo-os dilacerarem.
Ouvir a pessoa que possui essa qualidade
Raramente será uma boa experiência para nossa vida.
Ah, quando encontro esse tipo de pessoa
Nada me tira da cabeça a vontade de socar seu rosto
Como um lembrete da insensibilidade que este ser demostra
Impregnando uma mensagem em forma de cicatriz
Ao ser Ignorante que se diz honesto.


Amanda Andrade

sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

Companheiros

Com drinks, luzes caiem dos seus olhos
Deixando um sentimento triste em mim
Não chore não toque, não cheire
Lá vamos nós outra vez ...

Porque não podemos?
Ao som de loucos,
Caminhar novamente para o céu
Eu quero voar com as mãos juntos
Percorrer nossas veias sanguíneas loucamente
De volta para casa

Não lute, não se entristeça
Veja o nosso sangue se misturar
Venha, Venha!
Vamos, vamos nos entregar.
Quero que você diga
Amor, Voltemos para casa
Onde o sangue nos guiará
Levantemos amor, sejamos companheiros.

Amor, Amor, precisamos de amor.
Não aguento mais! Ame-me.
Permita-me ter o seu amor
Ou morrerei sozinha desejando o seu sangue.


Amanda Andrade

Tanatofobia

Tanatofobia é uma fobia que se caracteriza pela sensação de extremo medo da morte, pessoas com essa patologia tendem a não sair de casa, evitam falar em morte, e têm pavor de participar de uma funeral. A palavra tanatofobia vem do mito grego de Tânato, divindade grega da morte.


quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

Agitado.


Pula, corre, voa , exercita, transa, conversa, saúde, morte...
Os dias são tão inquietos que mal posso escrever
Queria um desejo apenas
Tempo!
Para fazer tudo àquilo que preciso, com muitas horas de sobra para namorar.
E pensar nos momentos de correria como uma lembrança.

Amanda Andrade



segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

Coração sonhador.

Meu coração perde o ritmo quando estou sonhando
Sinto-me voar pelos céus, sendo envolvida pelo manto azul celeste
Flutuando por entre as nuvens de algodão doce branco  
Imaginando que sou um demônio a saltitar por entre os mundos. 

Meu coração perde a vibração em meu peito
Quando estou a caminhar sobre as águas dos seus encantos
Beijando as ondas salgadas de seus lábios
Pensando como seria te amar envolvida pelo mar revolto.

Meu coração sobe até a garganta
Ao cheirar seu doce perfume funesto
Meu Deus! Que saudade do meu amor.
Que me fazia sonhar acordada em dias de tristeza.

Meu coração para de bater
Quando vejo sua fotografia velha na estante
E por um instante você está ao meu redor
Conduzindo meu coração sonhador para o túmulo dos pesadelos. 

Amanda Andrade

domingo, 4 de janeiro de 2015

Meu amado papel


Querido Diário, porque querido diário? 
porque começar sempre com essas palavras?
não poderia ser : e ai mano
ou ainda "fala ai cara vamo ter um papo"

Talvez essa sequencia de palavras 
seja dada a abstração da memoria
aquela longinquá que se perdeu o significado do por qual 

Aff, como se diz nas redes
agora como vou saber o porque do Querido Diário
Vou ter que sair pelo mundo a procurar?

Quer saber, deixa isso pra lá
afinal também posso escrever meu amado papel hoje eu fiz ...



Amanda Andrade

Anjos

Eu não sei se é o corpo
ou se é a mente dentro de mim
minha voz acalma no silêncio
sim, é você o meu anjo

Ah! Meu anjo de sorriso
é o final está chegando
eu tentei, juro que tentei
nem tudo é como queremos
não chore, o mundo da sempre voltas

Não me diga adeus
porque eu te entendo como ninguém
a dor e algo ruim
mas eu serei sua amiga pra sempre

Não adianta olhar as estrelas
e se achar sozinho
porque o adeus não vai funcionar
vou sempre ser seu guia

A noite e mais escura ao amanhecer
lembre-se o meu sentimento por você
sim, é
as memorias vão estar pelo ar
e meu amor por sua amizade vivendo
meu anjo




Amanda Andrade

Sereia


As vezes fico a olhar o mar para recordar as lembranças que aquele marinheiro me fazia viver. Ele tinha um sorriso tão belo que me conduzia aos céus. Uma sereia voar é algo tão glorioso. Mas com o tempo as ondas vieram e o pequeno barco do marinheiro foi lentamente levado pela correnteza. Com ele minha felicidade foi junto. 
De vez em quando a dor é muito maior que meu coração. Quando isso acontece acabo caindo em desespero e nadando por entre todos os mares buscando meu doce marinheiro. Ah, que saudade dele! 
Queria tanto sentir seus toques novamente. Olhar seus doces olhos, dormir em seu peito com o quebrar se seu coração sob meus ouvidos . E não importar com sua deficiência, pois seu coração era o que me bastava. 







Amanda Andrade